sábado, 28 de maio de 2011

anjos



vintage affair
"Santo anjo do Senhor
meu zeloso guardador
se a ti me confiou a piedade divina
sempre me rege
me guarde
me governe
me ilumine
Amém."

terça-feira, 24 de maio de 2011

Nem sempre se vê! Lágrima no escuro. Mágica no absurdo. Mágica!...

Vendo a mamãe chorar...
- Mamãe está saindo ranho dos seus olhos.
- Não é ranho, são lágrimas.

Filha, lágrimas são um sentimento transbordando. Que as suas lágrimas sejam sempre de felicidade. Como os pinguinhos que caem da água da piscina quando você está dando boas risadas.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Festa da Chapeuzinho Vermelho








(Chapeuzinho)
Pela estrada fora eu vou bem sozinha
Levar esses doces para a vovozinha
Ela mora longe e o caminho é deserto
E o lobo mau passeia aqui por perto
Mas à tardinha, ao sol poente
Junto à mamãezinha dormirei contente
...
(Lobo Mau)
Eu sou o lobo mau, lobo mau, lobo mau
Eu pego as criancinhas pra fazer mingau
Hoje estou contente, vai haver festança
Tenho um bom petisco para encher a minha pança

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Primas de coração

Sophia e a prima Natália
Elas só tinham se visto uma vez. Quando a pequena Natália nasceu. Diferente de mim e da mãe da Natália que nascemos praticamente juntas. Somos primas em segundo ou terceiro grau, nem sei. Mas a nossa amizade sempre foi de primeira. Em todas as fotos da minha infância, lá está ela, sempre ao meu lado. Nós na praia com um baldinho de peixinho. Nós de baianas. Nós andando de bicicleta. Nós fazendo nossa primeira viajem internacional nas Cataratas. Nós abraçadas na Minnie. Nós com cabelo anos 80. Nós dançando RPM. Nós debutando. Trocamos livros, roupas e muitos segredos. Mas uma hora nos afastamos, cada uma foi fazer a sua vida. Coisa de cidade grande, tempo curto, difícíl de explicar...
Só que semana passada Sophia foi numa festa infantil, onde tinha dezenas de crianças...  E como a vida é uma linda brincadeira, lá estava ela, encantada, ou melhor, hipnotizada por numa menininha linda de cachinhos que retribuia com muitos sorrisos. E as duas não se largaram a festa inteira. Hoje, chegou da minha prima querida a foto das duas.
Que elas tenham uma amizade bonita como a gente. Amém. 

terça-feira, 10 de maio de 2011

sexta-feira, 6 de maio de 2011

A casinha no Concurso Cultural Pais e Mães Blogueiros

Pessoal, nós estamos participando do Concurso Cultural Pais e Mães Blogueiros da revista Crescer.  Entrem no link http://migre.me/4sTg8 se acharem nosso blog legal pode ir lá no finalzinho onde tem Blogs de mães e clique no Casinha da Sophia. A gente agradece e depois empresta as revistas!

Quartos de Doces Sonhos


quinta-feira, 5 de maio de 2011

Minha mãe, minha filha e eu.

Minhas duas grandes companheiras
Quando você nasceu Sophia, eu disse para minha mãe: deixa que eu quero aprender o que é ser mãe, do meu jeito. E lá ficamos nós duas nos conhecendo, como dois bichinhos.
E aprendi que o meu jeito era também o jeito da sua avó. E entendi melhor a minha mãe e o que é ser mãe.
Quando você corre pela casa, e eu com a escova em punho tento escovar seus cabelos. Quando você não quer comer. E eu peço: só mais uma colherzinha de feijão. Quando você prefere botar suas botas de borracha rosa hiper bregas em vez de um sapatinho de verniz preto. Eu entendo melhor minha mãe.
Quando você fica se olhando no espelho, eu vejo a minha mãe.
Quando você diz: "mãe, me ajuda", e eu largo tudo por você. Eu amo mais a minha mãe.
Quando diz: "deixa, que eu vou fazer do meu jeito". Eu dou um apenas sorriso maroto.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

O melhor elogio do mundo

- Mamãe, não sai, fica.
- Mas, a mamãe vai sair e volta logo.
- Não mamãe, fica aqui.
- Tá Sophia, mamãe já lhe deu mais de mil motivos porque vai sair. Agora é sua vez: me dê um bom motivo para ficar.
- Poque tu é bonitinha, chamosinha e pefumada.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Da série Aprendendo com a Sophia

Dois ouvidos e uma boca


Nós no carro. Você falando com suas pilhas duracell recarregáveis, mas, quando chega perto da escolinha fecha a matraca. Resolvi perguntar:
- Sophia, por que quando tu chegas à escolinha sempre fica tão quietinha com seus amiguinhos?
- É poque ainda não tenho nada pá fala.

---
Ninguém é perfeito
 
Sophia botando os sapatos sozinha.
-Filha, o pé tá trocado...
- às vezes a gente se engana, né!