quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Festa do Circo



birdsparty.com

Aulas de etiqueta com a Sophia

- Mãe eu sei de tuudo!
- Ok! Então vou perguntar: como se agradece quando recebe-se uma gentileza ou ganha-se um presente?
- obligada!
- O que se diz quando se quer algo?
- Por favor!
- Quando se faz algo errado?
- Desculpa!
- E quando se quer passar?
-... A gente buzina!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Como você e sua filha sobrevivem as férias da escolinha - Dicas de cursos para crianças em Porto Alegre

Dia 16 de dezembro, a Sophia entra em férias. Beleza. Muito banho de piscina, pracinha, clube, cinema, livraria... Vamos brincar muito... Tenho sorte de trabalhar em casa e fazer meus próprios horários. Tenho sorte de poder passar os finais de semana na praia. Tenho sorte de nosso família tirar 15 dias de férias em fevereiro. Só existe um, porém: as férias vão até março. Contabilizando: 75 dias de férias da Sophia. Não de seus pais.
Eu não conheço nenhuma família que hoje tire 75 dias de férias. Minha filha não tem irmão. Onde moro não existe crianças, ou seja, sem turma de vizinhos. Suas avós têm uma programação social bem intensa. Minhas amigas não têm filhos. Porto Alegre não tem praia. Porto Alegre tem um calor escaldante de 40 graus à sombra. Sophia nunca tirou uma siesta. Eu disse NUNCA. São 14 horas por dia de brincadeiras, mais ou menos: 1050 horas de pura alegria e muita saúde, graças a Deus. Como assim Boas férias até março?!!!

Pensando nisso fui atrás do que tem de diversão na capital gaúcha. Se você souber de mais alguma dica por favor envie para nossa casinha!

Body One Club
Silva Jardim, 375 - (51) 3061 5021

Casa Elétrica - espaço de cultura - casaeletrica.art.br
Rua São Manoel, 248 - Rio Branco
(51) 9968 6998 / 3023 5463

Escola Mini Chef - www.escolaminichef.com.br
Rua Dom Pedro II, 390 Conj. 106 e 107 - 3072. 4916

Estação Musical - www.estacaomusical.com.br
Rua Schiller, 14 - Fone: (51) 3388.6605

Lezanfan - www.lezanfan.com.br
Barão de Santo Ângelo, 174 - 30727857

Para as mamães cariocas Tabladinho
"BRINCANDO COM O TEATRO NAS FÉRIAS - OFICINAS DE TEATRO PARA CRIANÇAS DE 3 A 8 ANOS
Av. Armando Lombardi, 949/ Loja C - Barra da Tijuca - Tel: 21. 2484-0555 - contato@espacomove.com.br

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Ao entardecer

- Sophia, vamos entrar já vai escurecer.
- Mãe, quem é que apaga a luz do sol?
- Quem você acha?
- Acho que é o coelhinho que mora na lua, com uma escada bem graande.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Tudo ao mesmo tempo agora

Nossa geração é uma mãe polvo, com muitos braços tentando fazer tudo ao mesmo tempo da melhor maneira possível. E a melhor maneira está em todos os lugares sinalizando: Rejeite comidas industrializadas. Prepare alimentos orgânicos. Use fraldas de pano. Lave fraldas de pano com produtos biodegradável. Utilize sabão de coco, um detergente suave, sem fosfatos, e o mínimo de aditivos. Vista as crianças com fibras naturais. Mesmo que ela implore por uma fantasia da Ariel. Não faça da comida uma recompensa. Faça o seu filho comer em horários regulares. Não deixe os avós darem doces, salgadinhos e outros alimentos sem valor nutritivo. Pergunte-se como você sobreviveu comendo doce, Pastelina de lanche e k-suco para hidratar. Faça seu filho brincar ao ar livre como você brincava na rua. Mas, cuidado com escorregadores quebrados, balanços enferrujados, assaltantes armados. Não largue o trabalho. Não deixe de se culpar por isso. Largue o trabalho. Não deixar de se culpar por isso. Compre brinquedos de madeira. Evite brinquedos de plástico. Enquanto o Discovery grita compre a Barbie com piscina. Compre a boneca que fica doente. Compre a princesa da Disney. Compre. Compre. E sua filha grita: mãe, eu quero esse! Mãe, eu quero esse! E você só pensa em exterminar da face da terra todos os publicitários do mundo, mas como em outro tempo muito distante, você também se formou em publicidade e não quer deixar sua filha órfã, esquece essa ideia, por hora.
Não se esqueça de reciclar.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Sabedorias da Sophia

Enquanto toma o suco com um canudinho...
- Vamos blincar de mamãe e filhinha?! Eu sou a mamãe. Bah, filha, a mãe não pode te dar o chimarrão, porque tá quente. Só quando for glande.
Eu no papel de filha pergunto: Quando eu vou ser grande?
- Só quando tiver 6 anos.

----

Mãe, já sei porque o banco tem esse nome englaçado?.... É porque tu sentas no banco, espera. E eles te dão dinheiro.

----

Ao ver uma menina na rua com uma mochila rosa de rodinhas
- Mãe olha a mochila dela!
Minutos depois...
- Mãe sabe por que se fala: dela?
Por alguns minutos fiquei pensando: será que vou ter que dar uma aula gramatical sobre pronomes possessivos, gênero e número... Quando você veio com a resposta.
- Porque não sei o nome da menina!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Filhos Delivery

- Mãe, hoje quando voltar da escola vou te mostrar num livro, a foto do filho que eu vou levar no doutor e pedir para ter, tá?!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

O tempo

O ritual: jantar, banho, leitura, conversas na cama. Continua a me surpreender apesar de acontecerem diariamente. Uma palavra, um abraço apertado, um segredo revelado. Pequenos e delicados momentos do cotidiano serão sempre únicos. Eu tento pegar com a mão, mas, não consigo. Eles acontecem cada vez mais rápidos. A minha sorte é que dá para guardar no coração.

Ontem, você foi dormir dizendo que já sabe fazer tudo sozinha.
Hoje, acordei com um reluzente fio branco no meu cabelo.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Declaração de puro amor

- Que sorte que tu és minha mãe! Eu olhei para ti tão bonitinha e disse eu quero que essa seja minha mãe, vi essa casinha tão bonitinha e disse quero morar aqui!
Sorte a minha, Sophia.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Feriado no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves

Crianças de condôminio no paraíso verde, onde os bichos são de verdade.


Na fazendinha do hotel www.villamichelon.com.br tinha coelho, galinha, pavão e

ovelhas

brinquei muito na pracinha
Passeamos e fomos comer no Caminho de Pedra
começou a chover para variar;

Mas minha mãe disse que eu podia tomar banho de chuva

e muito suco de uva!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Descobrindo as palavras

- Eu sou tímida Grêmio. Papai é tímido Grêmio. Mamãe é tímida Inter...
- Filha é time do Grêmio. Time do Inter. Tímida é quando se tem vergonha.
- Ah, sei quando eu não falo.
- Isso! Quando tu não falas, as pessoas perguntam: ela é tímida?!
- Não mãe, quando eu não falo, as pessoas perguntam: o gato comeu tua língua?

Sábado com as amigas bailarinas

É incrível como uma pequena delicadeza se transforma em tanta alegria. Pela primeira vez, Sophia recebeu em casa, duas amiguinhas, colegas de escola e do ballet.
- Mãe, eu vou falar, porque tô na minha casa, ué! Vou dar a mãozinha para elas, porque não conhecem nossa casa. Vou emprestar todos os meus brinquedos, brincar na casinha, podemos ver desenho, brincar de amarelinha, dançar, desenhar...  Mostrar minha foto de quando eu era nenê e dizer para a gatinha guigui não arranhar elas.
E assim foi a semana toda, ansiosa com a chegada de suas convidadas. Ficou sentada horas na mesinha  perguntando a cada dois minutos onde cada uma iria sentar. E depois foi para frente da casa esperar para recepcioná-las.
E em uma tarde de sábado, nossa pequena anfitriã, se transformou na dona da casinha.

A decoração


A anfitriã


As convidadas com a dona da casinha


segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Pequenas Bailarinas

A bailarina - Cecília Meireles
Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
Não conhece nem dó nem ré
mas sabe ficar na ponta do pé.
Não conhece nem mi nem fá
Mas inclina o corpo para cá e para lá.
Não conhece nem lá nem si,
mas fecha os olhos e sorri.
Roda, roda, roda, com os bracinhos no ar
e não fica tonta nem sai do lugar.
Põe no cabelo uma estrela e um véu
e diz que caiu do céu.
Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
Mas depois esquece todas as danças,
e também quer dormir como as outras crianças.

O trio: Isadora, Sophia e Helena
A musa: Angelina





Doces detalhes

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Aonde se acha um namorado?

Na volta da escola

- Mãe, onde se têm um namolado?
- Ahnnnn?? (Muita calma nessa hora, lembre-se ela SÓ têm 3 anos. Respiro fundo e pergunto despretensiosamente)
– Quer saber aonde se encontra um namorado?
- É. Onde se acha?
- Ah! Pode ser em qualquer lugar.
E contei como conheci o pai dela. Enquanto ela me ouvia atenta lasca essa:
- A gente pode ter 2 namolados?
- Pode, mas deve dar muito trabalho... A mamãe achou melhor ter só o seu pai.
- Eu vou querer um namolado.
(Ok. Podemos voltar ao assunto quando tu tiveres uns 15 anos?)
E da conversa animada, do nada começa a chorar.
- Sophia, o que foi?
- Eu quelo que meu pai seja MEU namolado! Buáááá!
Mulheres!

---
Na Hora de dormir, abraça o pai
- Ai, que bom que tu nasceu tão bonitinho para ser meu pai.
---

E já que estamos falando no pai da Sophia, abaixo a entrevista que fiz com ela para o cartão de Dia dos Pais:
O que eu mais gosto de brincar com meu pai é de esconde-esconde.
O que eu acho mais bonito no meu pai é a cara
Gosto que meu pai faça massinha para mim.
Gosto de ir ao Shopping com papai e de balanço bem alto.
Gosto de ver Chaves com ele na TV
Gosto que ele leia a história da Chapeuzinho Vermelho
O time do meu pai é Grêmio, ele gosta de limonada.
Quer dizer mais alguma coisa Sophia? Sim, quero dizer que ele é meu melhor amigo.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Seu primeiro show de rock - Pato Fu- Música de Brinquedo

- É hoje?! Ebaaa! Vamos a um show de uma banda de rock, rock n´ roll!
E lá fomos nós ao show música de brinquedo do Pato Fu http://www.patofu.com.br/.
Cantou, dançou, pulou, riu, subiu na cadeira... praticamento uma rockeira profissional, enquanto eu me divertia como uma criança.
- E aí Sophia o que tu mais gostou?
- Das músicas animadas.

Aí vai a top do show para a animada Sophia:
Desde o começo do mundo
ue o homem sonha com a paz
Ela está dentro dele mesmo
Ele tem a paz e não sabe
É só fechar os olhos e olhar pra dentro de si mesmo.
Tanta gente se esqueceu
Que a verdade não mudou
Quando a paz foi ensinada
Pouca gente escutou
Mas meu amigo volte logo
Venha ensinar meu povo
O amor é importante
Vem dizer tudo de novo.
Outro dia um cabeludo falou:
Não importam os motivos da guerra
A paz ainda é mais importante que eles
Esta frase vive nos cabelos encaracolados das cucas maravilhosas
Mas se perdeu no labirinto dos pensamentos poluídos pela falta de amor
Muita gente não ouviu porque não quis ouvir
Eles estão surdos!
Tanta gente se esqueceu
Que o amor só traz o bem
Que a covardia é surda
E só ouve o que convém
Mas meu amigo volte logo
Vem olhar pelo o meu povo
O amor é importante
Vem dizer tudo de novo.
Muita gente não ouviu porque não quis ouvir
(Todos Estão Surdos - Pato Fu - Composição: Roberto Carlos/Erasmo Carlos)

sábado, 30 de julho de 2011

Fugimos do Frio e fomos para Maceió


comemos milho verde
brincamos na praia

andamos de barco

fizemos amigos especiais

tererê no cabelo
 
passeamos com a vovó e primos

visitamos as rendeiras

Olé, Mulher Rendeira,
Olé mulhé rendá
Tu me ensina a fazer renda,
eu te ensino a namorá.
Olé, Mulher Rendeira,
Olé mulhé rendá,
Tu me ensina a fazer renda,
Eu te ensino a namorá.


comemos comidas típicas Praia Ipioca - Restaurante pé-na-areia Hibiscus

dançamos forró

ficamos no http://www.hoteljatiuca.com.br/